Depois de PBL e TBL, agora vem a Aprendizagem Baseada em Vídeo (VBL) ??

tela_blog“O principal objetivo das metodologias ativas é incentivar os alunos a aprender de forma autônoma e participativa, a partir de situações reais.” Isso é bonito!

Mas de todos os professores que conheço e que, aparentemente, encantam-se com a ideia das metodologias ativas, nenhum aplica isso em suas aulas, ou quase nenhum. E não é por falta de divulgação de novas estratégias ou siglas: há muitas e elas não param de crescer.

Em evento que participei recentemente, foi dito, sem mais detalhes, que uma das novas tendências das metodologias ativas seria a aprendizagem baseada em vídeo. Fiquei pensando…depois da Aprendizagem Baseada em Problemas (PBL), Aprendizagem Baseada em Projetos, Aprendizagem Baseada em Times (TBL), sala de aula invertida…virá agora Aprendizagem Baseada em Vídeo (VBL)?

Bom lembrar que os vídeos apareceram nas escolas e nas casas das pessoas décadas atrás, antes da Internet e dos computadores pessoais…e que até hoje não se divulgam muitas práticas relacionadas ao uso de vídeos na educação, embora existam obras dedicados a cinema-educação e pesquisas tantas ligadas à mídia-educação. Passamos do computador pessoal à Internet e à tecnologia móvel sem ter muita clareza sobre como usar vídeo para o aprendizado.

É fato que a maior parte dos modelos de cursos online considerados atuais baseia-se mais em vídeo do que em texto.

Tente criar um curso na plataforma UDEMY. Você saberá tudo o que tem a fazer sobre videoaulas (eles opinam sobre seu material em vídeo!) mas não localizará facilmente onde entram os textos de apoio

O textos estão perdendo a primazia nas plataformas de ensino. Depois de séculos, o texto escrito está dando lugar ao audiovisual ?

Recursos audiovisuais no ensino

Um ponto de partida é que, as pessoas em geral, gostam de filmes e que a escola e os professores poderiam aproveitar isso no ensino, gerando maior interesse e motivação dos alunos. Filmes ajudam a moldar a personalidade das pessoas, a vivenciar e aprender com experiências que nunca teriam na realidade…

Aliás, a percepção que as pessoas tem da realidade tem muito a ver com os filmes que assistiram, sobretudo filmes históricos…

“Ulisses, da obra de Homero, realmente existiu e tinha a cara do Brad Pitt!”

Um risco é o filme ser tratado apenas como entretenimento pelos alunos ou como atividade-fim pelos professores. Já vi professores exibirem um filme de quase duas horas em sala de aula (do gênero histórico) e, ao término da exibição, simplesmente liberarem a turma sem nenhum debate ou discussão., como se a aula tivesse sido dada pelo filme.

Por outro lado, professores esforçados e criativos podem fazer muitos usos de vídeos/filmes: podem ilustrar um conceito complexo, podem selecionar trechos de filmes e de documentários para discutir com a turma; podem avaliar o rigor científico de uma obra de ficção; podem comparar um romance com uma adaptação para o cinema e estudar a transposição de uma linguagem para outra, etc.

Parece algo distante e complicado? Só no YouTube , no canal da Discovery Chanel, existem algumas centenas de documentários disponíveis – quantos são usados por professores ?

Uma técnica simples de aproveitamento de vídeos é fazer com que alunos assistam ao vídeo/filme até um certo ponto da história, depois desenvolvam um final próprio por escrito, aí então o final é assistido e depois comparado com as hipóteses de cada aluno.

Desse modo, talvez, ideias sobre justiça, trabalho, mundo e a própria vida, pudessem ser desenvolvidas por meio de filmes !

Retornando à ideia do que é ou poderia ser VBL…pense no bombardeio informacional da era digital: precisamos de filtros, senso crítico, criatividade, preservar a subjetividade …precisamos conseguir desligar as telas de vez em quando.

Ou então, para não perder a sigla. VBL poderia ser, simplesmente, ensinar as pessoas a assistir filmes!

___________________

PS: O pesquisador e crítico de cinema, Sergio Rizzo, fez uma bela pesquisa de doutorado na ECA/USP sobre o tema audiovisual e educação:

Educação audiovisual: uma proposta para a formação de professores de ensino fundamental e de ensino médio no Brasil

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27161/tde-12092011-154616/pt-br.php

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close