Cursos EAD: troque o forum por Cognição Distribuída

O escandaloso nível de evasão dos cursos superiores em EAD no Brasil (beira 50% na media; em IES públicas, chega a 90%, ver [1] e [2]) deveria nos fazer pensar em modelos e plataformas de aprendizagem para além dos gerenciadores de cursos EAD tradicionais (LMS), tais como os Moodle, Blackboard e similares. Por mais que se “gamifiquem” tais ambientes por meio de design instrucional, as plataformas continuam sendo varais de materiais (combinação de slides, textos, links, etc…). E materiais assim poderiam ser distribuídos sem usar LMS algum.

A ferramenta de colaboração mais tradicional dos LMS, que talvez justifique a plataforma, o fórum, não desenvolve aprendizado colaborativo porque, via de regra, as pessoas resistem a trocar ideias entre si sobre os conteúdos. Não sabem e/ou não querem se comunicar dessa forma.

Aprender colaborativamente por meio de fóruns de ferramentas LMS é enganação ou utopia. Se a ideia for estimular a colaboração entre os estudantes, por que não tentar o WhatsApp ?

Cognição

A Cognição está relacionada ao processo de adquirir conhecimento. Para pensarmos em cognição, é útil considerar os atos cognitivos de ler, falar e ouvir (fonte: ver [3]).

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Com exceção de quem lida profissionalmente com educação, a tendência é imaginar a cognição em termos individuais, como se aprendêssemos de forma isolada (como apresentado aqui, lendo, ouvindo, falando…). Mas faz tempo que a educação considera o aprendizado um ato social, interativo, historicamente determinado, etc. Para além das belas teorias ou do que as novas pesquisas em neurociências tem demonstrado sobre como o cérebro aprende… há o consenso de que o aprendizado é melhor quando provém da comunicação e da colaboração.

Cognição distribuída: um futuro do aprendizado compartilhado em EAD

A abordagem da cognição distribuída estuda a natureza dos fenômenos cognitivos entre pessoas, artefatos e representações internas e externas. O exemplo mais clássico de cognição distribuída é a cabine de um avião, em que o objetivo superior é conduzir a aeronave de um ponto A para um ponto B, de forma segura e eficiente. Ver [3].

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Para isso, estabelecem-se uma serie de interações.

  • Pessoas com pessoas: piloto, comandante e controlador de tráfego interagem uns com os outros.
  • Pessoas com instrumentos: piloto e comandante interagem com os instrumentos do cockpit.
  • Pessoas e ambiente: piloto e comandante interagem com o ambiente externo em que o avião está voando (céu, pista…).

O ponto mais importante da abordagem da cognição distribuída é descrever como a informação se propaga pelos diferentes meios, como ela se movimenta com os indivíduos e pelos artefatos e como ela se transforma pelo caminho. O que importa não é só o que está acontecendo na cabeça de um indivíduo (se ele sabe ler os instrumentos, por exemplo) mas o que está acontecendo por um sistema de indivíduos e artefatos, por meio de diferentes representações.

A novidade da cognição distribuída inclui dar visibilidade a como um problema está sendo resolvido (avião atingir uma altura maior, de forma segura, por exemplo). Ganham relevo os processos, as representações de conhecimentos, como os conhecimentos são compartilhados, como são acessados, etc. Ver [4].

Mais do que aguardar que as pessoas conversem nos foruns ou que os estudantes desistam de desistir dos cursos pelo fator preço, caberia aos gestores de cursos EAD encontrar formas melhores com que os estudantes interagissem intelectualmente entre si usando diferentes dispositivos.

Este espaço visava apenas introduzir o assunto e apontar como metodologias tais como PBL e TBL (ver [5]) poderiam estar associadas à cognição distribuída…considere todos os avanços da tecnologia e na coleção de artefatos que começam a cercar as pessoas via IoT, por exemplo…trabalho em grupo em um mundo altamente tecnológico acena para cognição distribuída!

—-

[1] https://www.semesp.org.br/imprensa/aposta-do-governo-para-ead-univesp-tem-alta-evasao-e-so-forma-174-alunos/

[2] https://www.linkedin.com/pulse/evas%C3%A3o-em-ead-e-desinteresse-estudar-de-gra%C3%A7a-bourdieu-barbosa

[3] Preece, J., Rogers, Sharp, H., Benyon, D., Holland, S., Carey, T. Human-Computer Interaction – Methods for User-Centred Design, Adison Wesley, 2002.

[4] https://www.linkedin.com/pulse/team-based-learning-tbl-aprendizagem-ativa-que-valoriza-barbosa/

[5] http://hci.ucsd.edu/media/uploads/hci_papers/EH1996-1.pdf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close