Ajude-me a aprender sozinho: método montessori

Dizem que os filhos pequenos dos grandes magos da tecnologia do Vale do Silício crescem estudando em escolas montessorianas. Isso quer dizer que ficam longe das telas e dos computadores boa parte do dia. Parece freaknomics mas faz todo sentido. Crianças desenvolvem muito mais habilidades de comunicação e criatividade quando estão longe das telas e dos computadores (ver [1]). A lógica e o raciocínio abstrato podem vir depois.

O estímulo do ambiente é arma poderosa para estimular a criatividade. Não à toa, os ambientes presenciais de trabalho da empresa Google se parecem com salas de aula de escolas montessorianas:

Se você ler autores ou teorias clássicas de educação ou textos relativos a métodos tais como Waldorf/Montessori, raramente encontrará termos tais como “habilidades”, “competências” e “atitudes” nem ”construtivismo” ou “metodologias ativas”. Tais expressões não aparecem nos textos clássicos como entendemos hoje. Os modelos ou abordagens utilizavam “pilares”, “tendências”, “princípios”…Bom lembrar que “metodologias ativas”, pelo menos com essa denominação, apareceram há menos de quinze anos atrás e alguns autores muito bons evitam até hoje para não perderem tempo ou caírem nas ciladas do academicismo (o famoso “isso é isso, aquilo é aquilo mas aquilo pode ser isso…”).

Algo do método montessori

O método montessori nasceu do esforço de umas das primeiras médicas italianas, Maria Montessori [1870-1952]. Ao atuar na área de psiquiatria percebeu como o tratamento dado às crianças com deficiências mentais era desumano. Acabou mergulhando no universo do desenvolvimento infantil e criou seu próprio método que é muito menos de ensino e muito mais o aprendizado. Para muitos, Montessori revolucionou a educação (ver [3]).

Apresento aqui, vagamente, algumas características do método montessori, com aproveitamentos possíveis para o mundo adulto. É só um resumo modesto de um sistema complexo que merece ser estudado a fundo:

  • Para além dos conteúdos, trabalha-se o emocional, o social e o intelectual. Hoje o índice de problemas psicológicos é alarmante. Enquanto o suicídio entre jovens no mundo está caindo, no Brasil é praticamente uma epidemia e a situação piorou com o afastamento social, isto é, temos uma epidemia dentro da pandemia (ver [5]).
  • O desenvolvimento em montessori está muito associado ao ambiente, o ambiente deve incitar o aprendizado e a criatividade. Temas de estudo deveriam ser significativos para quem estuda. Por que sabemos isso mas quase nunca levamos isso em consideração?
  • Cultiva-se o auto-desenvolvimento, a auto-organização e a autonomia. Desde cedo desenvolver o sentido de autonomia é missão da educação montessori. Se você não desenvolve um sentido autonomia, está perdido nos dias de hoje e ainda mais no futuro (ver [2]).
  • Crianças de idades diferentes se ajudam e atuam em ambientes comuns, o sentido de comunidade é muito forte, as crianças aprendem a “fazer junto”. Trabalhar de forma colaborativa é dificílimo em qualquer contexto. Não seria bom aprender isso desde pequeno? O sistema de ensino que temos é individualizante, as tecnologias de redes sociais não nos aproximam, empurram-nos para suprir dados para os algoritmos de inteligência artificial que nos condicionam a consumir produtos (ver [6]).
  • Adultos de tanto querer ensinar, atrapalham o desenvolvimento das crianças. Crianças aprendem muito mais por experiência no ambiente e muito menos por “ouvir” a fala dos adultos. Estamos saturados de cursos e aulas. Precisamos de escolas e de professores mas nem todo aprendizado depende de escolas e de professores. Pode-se aprender por conta própria e buscar colaboração de muitas formas diferentes hoje por meio da tecnologia.

Além destes pontos, pode-se incluir ainda como pilares montessorianos: o estímulo à capacidade de observação, a experiência direta, a ação do corpo, criar historias e valorizar a natureza. Tem também a economia nos elogios: não elogie o que a criança “é” mas o que ela “faz”.

Mas uma característica que admiro muito mais no método (tive uma experiência de quase seis anos acompanhando o desenvolvendo de minha filha em uma dessas escolas) é que o método valoriza mais as perguntas do que as respostas.

A criança no método montessori vira uma máquina de fazer perguntas e, portanto, de aprender !

Crianças sempre querem saber sobre o universo, o ser humano, sobre a vida, a matemática… O efeito disso é que com o tempo, a criança vai desenvolvendo um sentido de moral, de modéstia, de grandeza, de justiça e de compaixão.

No limite, quando a criança sai de uma escola montessoriana, ela tem uma personalidade valorizada e até uma noção de qual contribuição pode dar ao mundo. Maria Montessori chamava isso de “papel cósmico“.

Não é preciso matricular o filho em uma escola montessoriana (em geral, são caras) para se inspirar no modelo ou fazer uso dele, o ensinamento montessoriano é um tesouro aberto, é só pegar e aplicar dentro do que for possível, caso a caso.

Começa por seguir alguns dos pilares que mencionei. Claro que é difícil: exige desligar a tevê, afastar as telas das crianças e gostar de estar com elas, ler, contar e ouvir historias. Não querer controlar o tempo todo e não terceirizar a atenção que deveria ser do adulto, substituindo sua presença com brinquedos sofisticados, piscantes e ruidosos.

Quem diz que estudar é fácil, está mentindo!

De acordo com o espírito montessori de educação…
Estudar tem que ser interessante!

[1] < https://ronaldobarbosa.pro.br/2021/02/06/telas-eletronicas-e-o-atraso-na-aquisicao-da-linguagem/ >

[2] < https://ronaldobarbosa.pro.br/2021/01/30/voce-esta-perdido-se-nao-for-capaz-de-ser-autodidata/ >

[3] < https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/Historia/noticia/2020/03/quem-foi-maria-montessori-pedagoga-italiana-que-revolucionou-educacao.html >

[4] < http://omb.org.br/wp-content/uploads/2016/04/Tende–ncias-Humanas-Ba–sicas-1.pdf

[5] < https://hospitalsantamonica.com.br/o-aumento-alarmante-no-indice-de-suicidio-entre-jovens/ >

[6] Douglas Rushkoff, Team Human

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close